Roteiro: Califórnia e Hawaii em 20 dias

Hawaii é um destino dos sonhos. Para nós, a costa da Califórnia também, e ela fica no caminho para quem vai do Brasil rumo às ilhas havaianas. Combinar os dois destinos em uma única viagem pareceu perfeito! Fizemos esta viagem em outubro de 2016 com o objetivo de curtir praias, belas paisagens e surf. Dentro dos 20 dias que tínhamos, achamos o roteiro excelente e recomendamos!

Nosso roteiro foi dividido em três bases: Los Angeles, na California (4 dias), e as ilhas havaianas de Oahu (6 dias) e Maui (4 dias). Neste post conto qual foi nosso roteiro e os links para os posts com detalhes de cada destino.

 

Los Angeles:

Saímos do Brasil pelo Rio de Janeiro, no voo da United para Houston, com uma conexão de 4h20 direto para Los Angeles. Chegamos em LA em uma quarta-feira pouco antes do meio dia, e ficamos até a segunda-feira, foram 4 dias inteiros na costa oeste da California e nossa base foi Santa Monica.

Dia 1 – Chegada no aeroporto de Los Angeles (LAX) perto do meio dia. Alugamos um carro e dirigimos até Santa Monica, onde tínhamos reservado um apartamento pelo AirBnb na Arizona Ave e 9th St. Aproveitamos a tarde para ir ao píer de Santa Mônica, caminhar pela beira da praia e pela Third Street Promenade, a rua de compras. Passadinha em algumas lojas em busca de uma sonhada prancha de surf e pôr do sol em Manhattan Beach.

Dia 2 – Dia de Road Trip para conhecer as praias ao sul de LA, saímos cedo. A primeira parada foi rápida, no píer de Hermosa Beach. De lá fomos até San Clemente, parada rápida no Calafia State Park e o resto da manhã no principal destino do dia: Trestles Beach. Na volta, paramos em Huntington Beach para a tarde e um pôr do sol incrível! E de volta para casa, em Santa Monica.

Dia 3 – Sábado, começamos o dia cedo com uma passadinha no Farmer’s Market (adoro feirinha de agricultura a céu aberto) e um café no The Coffee Bean and Tea Leaf (rede de cafés original de LA, bem no estilo Starbucks) rumo a Malibu. Passamos a manhã na praia de Surfrider Beach em Malibu e a tarde fomos de bicicleta de Santa Monica até Venice Beach.

Dia 4 – Fomos a Hollywood, passada rápida pela (sem graça) calçada da fama, só para não dizer que não fomos lá, e subimos ao Griffith Observatory para uma vista espetacular de LA e do famoso letreiro de Hollywood. No caminho, passeamos de carro por algumas ruas de Beverly Hills – que vizinhança linda!  Depois aproveitamos o fim de tarde para umas comprinhas no Outlet Citadel e voltamos para encerrar o dia na Third Promenade de Santa Monica.

Dia 5 – Manhã dedicada a fazer as malas, devolver carro e check in para o vôo que sairia as 14h de LA rumo a Honolulu.

De LA saímos na quarta às 14h, chegaríamos em Honolulu às 17h (horário local), mas por causa de um problema na aeronave, retornamos para o aeroporto pouco depois de decolar, esperamos bastante para sair novamente, e acabamos chegando em Honolulu de madrugada, onde tivemos que esperar até as 5h da manhã de terça-feira para retirar o carro que tínhamos alugado.

 Oahu – Hawaii:

Dia 1 – Chegamos em Honolulu na madrugada de terça-feira devido ao atraso do voo e tivemos que esperar até as 5h para abrir a locadora de carros. De Honolulu, a capital da ilha de Oahu, partimos direto a Sunset Beach, no coração da região do North Shore, conhecida como o “milagre das 7 milhas”, uma faixa de 7 milhas de extensão com praias que abrigam várias das mais famosas ondas do mundo para surf. A casa que alugamos pelo AirBnb ficava há duas quadras de Velzyland. Assim que nos instalamos, corremos para curtir a praia!

Dias 2, 3, 4 e 6 – Com base fixa em pleno North Shore, nesses quatro dias aproveitamos a vida nas várias praias e ondas entre Haleiwa e Turtle Bay. Sem itinerário programado, saíamos cada dia parando aonde a vontade mandasse, conhecemos Waimea, Pupukea, Ehukai, Pipeline, Sunset, Alligator Rock, Sharks Cove, Rocky Point e tantas outras..

Minhas dicas:

– Fim de tarde é hora de estar na beira da praia, o pôr do sol é incrível em Sunset Beach e em praticamente qualquer praia da região.

– Conheça cada dia uma (ou mais) praias diferentes.

– Não deixe de passar em Ehukai e assistir de camarote aos surfistas em Pipeline, mesmo que você nem faça ideia de onde fica a rabeta de uma prancha de surfe. Chegando à praia pelo Ehukai Beach Park, vá um pouco à esquerda, o ponto certo é bem na frente da Volcom House, ou é só olhar para o mar e achar uma onda enorme e vários surfistas competindo por ela – aqui não entra qualquer um.

– Vá à cidadezinha de Haleiwa para um clássico camarão de foodtruck e algumas lojinhas.

Waimea Valley é incrível! Um vale com natureza espetacular, você pode fazer uma trilha ou só dar uma passadinha no Farmer’s Market, que acontece toda quinta-feira.

– A North Shore Bike trail é uma ciclovia que cruza a região de praias surfáveis do North Shore pela beira da praia, ótima pedida!

Dia 5 – Demos a volta na ilha de Oahu! Saindo de Sunset Beach rumo ao norte pela Kamehameha Highway e seguimos por ela passando por Laie, Kailua, Lanikai, Waimanalo, Hanauma Bay, até chegar na praia de Waikiki, em Honolulu, onde almoçamos e passamos a tarde. De lá voltamos para o North Shore por dentro da ilha, seguindo novamente a Kamehameha Highway até Haleiwa.

Dia 7 – Um voo de 45 minutos nos levou de Honolulu até Kahului, na ilha de Maui.

 

Maui – Hawaii:

Dia 1 – No aeroporto de Kahului, chegamos perto das 13h, alugamos nosso carro e fomos direto até a cidade onde ficaríamos: Kaanapali, uma região linda com várias opções de resorts à beira mar.

Dia 2 – Dirigimos até Wailea para um passeio de barco e snorkel na cratera Molokini, que já tínhamos agendado no dia anterior e saía da rampa pública de Kihei. Na ida e na volta fizemos algumas paradas onde dava vontade: praias, lojas.

Dia 3 – A ideia era ir até Hana pela famosa “estrada que vai à Hana”. Sabíamos que era longe e estávamos dispostos a ir até onde achássemos bacana, acabamos nem chegando na metade! A estrada é cheia de curvas e pontos de parada pelo caminho, e com o pouco tempo que tínhamos não achamos que valia a pena passar uma noite em Hana. Passeio realmente lindo, paisagens incríveis, muitas curvas… A primeira parada foi em Ho’okipa Lookout, que vista incrível! Paramos em Twin Falls e achamos super sem graça, avançamos mais um pouco e resolvemos voltar. Almoçamos em Pa’ia, no delicioso Café Mambo. Na volta paramos em Nakalele Blowhole, na espetacular Honolua Bay, em Kapalua e mais alguns pontos que pareciam interessantes.

À noite fomos a um shopping a céu aberto pertinho do nosso hotel, o Whalers Village.

Dia 4 – Resolvemos voltar para Honolua Bay, que tínhamos visto de cima na volta de Hana no dia anterior. Neste dia, estacionamos na entrada da trilha de acesso à praia e seguimos a pé pela mata até chegar à baía. A trilha é curta, mas espetacular! E a praia, que tem fundo pedras e não areia, é muito calma, pouquíssimas pessoas e linda. À noite fomos até Lahaina, cidadezinha perto do nosso hotel, estacionamos nos outlets à céu aberto, mas com tantas coisas lindas por perto, as lojas não nos atraíram. Jantamos no Lahaina Fish Co, delícia!

Dia 5 – Último dia de Hawaii! O voo saía só as 23h, então deu para aproveitar bastante a despedida. Depois de deixar as malas prontas e almoçar, voltamos para a beira da praia de Kaanapali, tomamos o último banho e partimos para Kahului.

 

6 comentários

    1. Olá, Mariane!
      O gasto da sua viagem vai depender de algumas escolhas. Nós optamos em alugar carro durante todo o período e hospedagem em boas localizações, além disso o valor da passagem do Brasil para o Hawaii costuma ser alto, então uma boa promoção no trecho aéreo faz toda a diferença.
      Para estimar os gastos da sua viagem, dá uma conferida no Google Flights como estão os preços das passagens atualmente e acrescente a hospedagem conforme a quantidade de dias, nós gastamos entre 160 e 260 dólares por noite. Na locação de um SUV, o gasto foi mais ou menos 260 dólares por semana.
      Na alimentação, se não quiser economizar indo ao mercado e preparando suas próprias refeições, um orçamento de 50 a 70 dólares por dia vai cobrir tranquilamente boas refeições completas.
      Claro que esses gastos são uma média. É possível sim gastar muito mais se você preferir hotéis de luxo e restaurantes excepcionalmente caros todos os dias, assim como é possível economizar bastante se você abrir mão de algumas facilidades.
      Boa viagem!!

      Curtir

    1. Oi, Suzy! Obrigada pela visita 🙂 Compramos todas as passagens direto pelo site da United, no Brasil. Fizemos algumas escalas, mas foram rápidas e o preço valeu a pena. Na ida, saímos do Rio para Los Angeles, com escala em Houston. Ficamos uns dias em LA e então fizemos Los Angeles até Honolulu. Depois Honolulu para Kahului (vendido pela United mas operado pela Hawaiian), e por fim Kahului para São Paulo com escalas em São Francisco e Washington.
      A vantagem de comprar todos os trechos em um só bilhete é que todos os trechos acabaram incluindo a franquia de bagagem da passagem internacional, que na época era 2 malas de 32Kg.
      Boa viagem!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s